A importância do atendimento psicológico

Imprimir

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A Psicologia é uma ciência e uma profissão, em que os estudos estão voltados para os processos mentais e comportamentos do ser humano. A Psicologia busca recursos para compreender o ser humano em sua totalidade, seja em seus comportamentos, pensamentos ou emoções, auxiliando cada pessoa na convivência consigo mesmo, com o outro e com as situações ao longo da vida.

A palavra Psicologia vem de origem grega, em que psique (alma) + logia (estudo), logo a Psicologia é o estudo da alma ou estudo da mente. A Psicologia contribui em várias áreas do conhecimento como a psicologia clínica, psicologia organizacional, psicologia escolar, psicologia hospitalar, psicologia esportiva, psicologia social, entre outras.

Dentro da psicologia clínica podemos enfatizar que o atendimento psicológico, realizado por um psicólogo, é um método de tratamento de problemas psicológicos e emocionais baseado no conhecimento científico do funcionamento psicológico.

O atendimento psicológico tem a finalidade de tratar questões de cada sujeito em sua singularidade, assuntos relacionados a seus sentimentos, acontecimentos de sua vida cotidiana, de seu passado, presente, de seus sonhos e desejos. O psicólogo ajuda o paciente a falar sobre seus problemas e a lidar melhor com momentos de dificuldades e doenças.

São muitas as dificuldades que podem ocorrer ao longo da vida de um ser humano, o atendimento psicológico pode auxiliar em situações de medos, inseguranças,  depressão, ansiedade, irritabilidade, explosões de raiva, incertezas, alterações de humor,  dificuldades em tomar decisões, pensamentos repetitivos e angustiantes, pensamentos de morte, dificuldades nos relacionamentos, timidez, compulsão por comida, bebida ou drogas, sensação de estar sendo perseguido, momentos de luto, divórcio, desemprego, doença física, entre outros. Lembrando que o atendimento psicológico é válido para todas as idades.

Quando uma pessoa descobre uma doença física, não é possível deixar de lado  as dimensões psicológicas da existência humana, pois cada indivíduo é integrado por aspectos biológicos, emocionais/mentais e sociais. A doença tem impacto sobre a qualidade de vida, pois além de afetar fisicamente, a pessoa também é afetada emocionalmente. Visando que a psicologia jamais vai substituir exames médicos.

Cada ser humano vive uma história de interações, encontros e acontecimentos em que as doenças, manifestadas no corpo ou mente, são influenciadas pelos desequilíbrios da vida. Os aspectos psicológicos tem participação na formação de muitas doenças, assim como tem um papel fundamental na recuperação. O acompanhamento ou atendimento psicológico oferece recursos para a compreensão do processo de adoecimento e estratégias de enfrentamento.

Quando o sujeito esbarra em uma doença presente em seu próprio corpo, verifica-se a produção de vários aspectos psicológicos que aparecem tanto no paciente quanto na família.

A pessoa pode desanimar, ter medo, desesperar e não saber o que fazer diante a doença, e aqui o acompanhamento psicológico tem diversos benefícios para auxiliar o paciente a enfrentar esse momento, bem como aprender um novo estilo de vida, assumindo o tratamento e sua vida.

Com a presença de uma doença o indivíduo é colocado diante de limitações, impedimentos e situação que mudam o modo como se relaciona com os outros, seja familiares, amigos, no trabalho, abala sua identidade. Pode ocorrer uma fragilização da identidade, do sentido de vida e da capacidade de resolver problemas, pois tudo aquilo que organizava sua identidade foi alterado por conta da doença.

Nesse caso é importante que cada pessoa compreenda seu sofrimento e a doença, podendo contar com ajuda de um profissional. A partir da ajuda de um profissional da psicologia, o paciente pode desenvolver a capacidade de ver a doença, assim como outras situações e acontecimentos, de um ângulo que não tinha visto antes, refletindo e permitindo perceber estratégias de enfrentamento que resgatem o bem-estar e promovam uma melhora na qualidade de vida.

Para o atendimento psicológico é reservado um espaço, lugar e um tempo para cuidar de si mesmo. Um espaço que permite o paciente compreender seus limites, potencialidades, ações e atitudes.

O atendimento psicológico é realizado com base na confiança e segurança que permite o paciente falar de suas dificuldades de maneira livre e franca, enfatizando que o atendimento é realizado de maneira sigilosa, segundo código de ética do profissional.

O atendimento psicológico funciona para que cada pessoa compartilhe seus problemas, conflitos, angústia, alegrias e frustrações, dividir o problema ocasiona um alivio na carga emocional e no sofrimento. A superação de problemas, das dores é facilitada através de uma relação autêntica de respeito mútuo, sendo que a relação terapêutica é uma relação de ajuda, de compreensão e apoio.

O psicólogo não deve dar conselhos, julgar, dizer o que é certo ou errado para um paciente, e sim pensar junto, ajudar o paciente para que possa efetuar suas próprias escolhas e tomar decisões de vida, promovendo uma autonomia e liberdade.

É possível perceber que o atendimento psicológico tem vários benefícios, além dos que já foram citados, abaixo é destacado mais alguns benefícios:

O psicólogo busca escutar, a escuta é uma ferramenta de sua profissão que busca acolher, investigar, explorar as demandas ou questões que o paciente traz para o consultório. O psicólogo ajuda o paciente a colocar em palavras o que esta silenciado, tornar algo claro, dando atenção para a singularidade do sujeito, possibilitando que o paciente se expresse, fale e implique seu desejo. Quando o paciente se sente escutado, vive uma experiência de aceitação de sua existência.

Escutar o paciente, faz com que o próprio paciente se escute, se coloque diante  suas próprias palavras, reconhecendo aquilo que é seu, tendo a possibilidade de obter conhecimento sobre si mesmo, construindo algo novo para si, uma nova forma de se relacionar consigo e com o mundo.

Escrito por Ana Paula Fontebom
Psicóloga CRP 08/21275

Dúvidas ou maiores informações pelo email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou telefone: (41) 8831.9362